162015jan

Quero um amor para a vida toda!

A sociedade moderna nos permite uma série de vivências que antigamente não eram aceitas. Morar sozinho(a), sem ter que casar para isso, intercâmbios culturais, o anonimato das grande metrópoles, espaços que se abrem para as diferentes opções sexuais, para as diferentes escolhas de como e quando iniciar a vida sexual. Cada dia mais podemos observar uma abertura naquilo que entendemos por respeito a individualidade.

Por outro lado, tanta individualidade caminha ao lado da solidão. O mito do “bastar-se” e “ter que ser auto-suficiente”, nega a característica humana de viver em sociedade, formar famílias e relacionar-se. Ao contrário dos tigres que encontram sua companheira apenas uma vez na vida, o ser humano tende a viver com outros, criar vínculos e laços.

Quem admite essa necessidade, nem sempre é visto com bons olhos. “Está carente” dizem uns. “Não sabe ficar sozinho” apontam outros. A questão em pauta não é exatamente conseguir ou não ficar sozinho. A questão maior envolve aquilo que desejamos secretamente no íntimo de nossas almas. Queremos um amor para a vida toda.

Um amor para a vida toda inclui umas discussões de vez em quando, por que não? Inclui respeito, inclui carinho e dedicação. Inclui tempo despendido e usado para esse fim. Mas onde achar esse amor? Onde ele está afinal? Ele pode estar em muitos lugares. Pode estar em bares, no trabalho, no supermercado, no elevador… Mas um lugar onde você certamente irá encontrá-lo e aquele onde com maior frequência esquecemos de procurar é no espelho.

Um amor para a vida toda pode ser compartilhado com outra pessoa, mas ele brota, antes de mais nada, de dentro de nós mesmos. Ao aceitarmos, ao cuidarmos de nós mesmos, ao sermos amigos e estendermos a mão numa atitude de amor, aprendemos a doar ao outro aquilo que nós sobra. Sem criar uma relação de dependência por que a fonte nos pertence, podemos interagir com tranquilidade, podemos construir juntos projetos equilibrados, onde cada um faz sua parte sem sobrecarregar o outro. Cada um dá um pouco de tudo e ninguém fica sem nada. Se queres encontrar um amor para a vida toda, lembre-se de começar por si mesmo.

Graduada, Pós-graduada e Mestre pela PUC- SP, a psicóloga e psicoterapeuta Renata Soifer Kraiser trabalha em seu consultório a Terapia Individual.
Ligue e agende um atendimento: (11) 3031-5196 e (11) 3031-2769.




Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *